Rinoplastia Estruturada

Redefina sua expressão facial

O que é Rinoplastia Estruturada?

A Rinoplastia estruturada é uma técnica muito difundida no Brasil e nos EUA, e é indicada para o tratamento cirúrgico estético e funcional do nariz. Esta técnica consiste em realizarmos um procedimento cirúrgico sofisticado para a correção dos defeitos anatômicos do nariz. Para isso, realizamos uma técnica cirúrgica conhecida com “Técnica Aberta”, onde realizamos a dissecção anatômica do nariz expondo todas as estruturas anatômicas. Através desta abordagem, conseguimos corrigir de forma efetiva e segura, as alterações anatômicas funcionais (referentes à função respiratória) e também as alterações estéticas nasais, responsáveis pelo aspecto muitas vezes não harmônico do nariz. As estruturas anatômicas abordadas por esta técnica estão listadas abaixo:

  • os ossos próprios do nariz (tratamento da giba óssea)
  • dorso nasal (estruturas anatômicas associadas à estética do perfil / da perfilometria nasal – cartilagens septal , triangulares ou laterais do nariz)
  • ponta nasal (estruturas cartilaginosas que conferem o aspecto ponteagudo do nariz – cartilagens alares)
  • septo nasal (estrutura cartilaginosa septal de sustentação do nariz , envolvida em grande parte dos casos com desvios desta cartilagem)
  • base nasal (estrutura mais inferior das cartilagens alares responsáveis pela conformação e diâmetro da base do nariz)

Todas estas estruturas anatômicas estão interconectadas à cobertura cutânea (pele do nariz) e dão o aspecto triangular ao nariz, juntamente com funções importantes como a respiração e o olfato.

Portanto, quando vamos operar um paciente candidato à uma rinoplastia estruturada, todos estes aspectos anatômicos e funcionais são avaliados e levados em consideração na hora do planejamento cirúrgico. Procuramos identificar quais são as queixas estéticas do paciente em relação ao seu nariz , e também se o mesmo apresenta ou não alguma alteração respiratória adjacente que também possam ser abordadas durante a cirurgia. A combinação entre a correção dos defeitos estéticos e dos defeitos funcionais , levam à uma remodelação geral do nariz. O que pode ou não ser realizado, do pondo de vista cirúrgico, vai depender da anatomia que o paciente apresenta, o que torna esta cirurgia tão sofisticada e singular. Vale lembrar que  cada paciente apresenta uma anatomia nasal diferente e portanto os resultados que podemos obter com esta técnica são diferentes e individuais à cada paciente.

Todas estas particularidades são abordadas de forma objetiva  durante a consulta especializada, afim de obtermos uma visão harmônica geral do tratamento a ser realizado , aliado à uma real expectativa do paciente quanto aos resultados que poderemos obter com esta técnica. Resumidamente, a finalidade da cirurgia de rinoplastia estruturada é transformarmos esteticamente  o nariz de forma harmônica e mantermos a funcionalidade nasal (nariz que “respire bem”).

Anestesia

A anestesia mais indicada é a anestesia local associada à anestesia geral, onde teremos maior conforto e segurança para a abordagem do nariz pelo tempo que for necessário. Quanto mais complexas forem as alterações estéticas e funcionais do nariz a serem abordadas, maior será o tempo cirúrgico.

Sobre a cirurgia

Todos os tempos cirúrgicos a serem realizados na rinoplastia estruturada serão abordados durante a consulta médica especializada. Abaixo podemos citar de forma resumida alguns dos principais tempos cirúrgicos realizados na cirurgia de rinoplastia estruturada:

  • anestesia do nariz (solução anestésica e vasoconstrictora)
  • acesso cirúrgico via columela (técnica aberta)
  • esqueletização do nariz (descolamento da pele nasal de suas estruturas adjacentes)
  • tratamento do dorso nasal (parte óssea e cartilaginosa)
  • correção de desvios nasais internos (desvio de septo, esporões)
  • correção de desvios nasais externos (spreader grafts para correção de desvio dorsal e reconstrução de válvula nasal)
  • tratamento da ponta nasal (remodelagem de cartilagem alar e suturas de modelamento da ponta)
  • estruturação do nariz (enxertos de cartilagem para sustentação e projeção de ponta)
  • sutura de pele + curativo especial

Em casos selecionados:

  • fratura nasal (fratura da base dos ossos nasais para tratamento do “open roof”)
  • alectomias (ressecção da base da cartilagem alar para diminuirmos o alargamento nasal)

Após o término da cirurgia, cobrimos o dorso nasal com micropore especial que fica em contato com a pele do nariz. Todos os pacientes recebem, acima desta camada de micropore no dorso nasal, o que chamamos de “Splint nasal” – que nada mais é do que uma peça moldável de alumínio e espuma que é colocada sobre o dorso nasal ao final da cirurgia. O intuito do uso do splint nasal é mantermos o nariz alinhado e moldado, bem como evitarmos edemas desnecessários que possam atrasar a recuperação estética nasal.

Na grande maioria dos casos, ao término da cirurgia, também deixamos um tamponamento dentro das narinas (gase + pomada) que mantém as cavidades narinárias ocluídas bilateralmente. O intuito desta manobra é de:

  • mantermos o nariz alinhado internamente
  • ajudarmos na hemostasia nos casos de turbinectomias combinadas
  • evitarmos o acúmulo de sangue nas cavidades
  • Evitarmos hemorragias septais
  • Estabilizar o nariz e servir de suporte e apoio ao uso de splints no dorso do nariz ao final da cirurgia

Normalmente os pacientes,  por uma  questão de conforto e segurança, dormem no hospital e recebem alta um dia após a cirurgia. No momento que antecede a alta , nós já retiramos este tamponamento nasal e o paciente já recebe alta hospitalar respirando normalmente. Por incrível que pareça, não é uma cirurgia onde os pacientes relatam sentir dor no pós operatório, mesmo naqueles casos onde precisamos realizar a fratura na base dos ossos do nariz.

Rinoplastia Estruturada - Dr. Rogério Matoso

Pré-operatório

Todos os pacientes candidatos à rinoplastia estruturada são submetidos a saber:

  • exames pré operatórios completos de rotina (exames de sangue, urina, risco cirúrgico com cardiologista)
  • exame físico do nariz/ aspectos estéticos (formato do nariz, qualidade da pele , espessura da pele , etc)
  • exame físico do nariz/ aspectos funcionais (desvios septais, laterorrinia, etc)
  • exame de Tomografia Computadorizada do nariz e terço médio da face.

Com a tomografia computadorizada  poderemos identificar todas as alterações anatômicas funcionais , responsáveis pelas  queixas relacionadas à uma  respiração ruim e ou relato de obstrução nasal unilateral ou bilateral. Grande parte destas  queixas  acompanham os pacientes que chegam ao consultório com o intuito de realizarem apenas  um cirurgia estética nasal. Uma vez identificadas nos exames de rotina , estas alterações anatômicas (desvio de septo nasal, hipertrofia de cornetos, esporões ósseos, etc) serão abordadas e corrigidas durante a cirurgia estética.

Pós-operatório

Paciente, durante a primeira semana faz uso de antibiótico profilático ,  3 analgésicos à critério clínico de dor para um pós operatório confortável e medicamentos de uso tópico (dentro do nariz) que promovem a hidratação local e limpeza  interna do nariz. O primeiro retorno no consultório é  realizado 7 dias após a cirurgia. Nesta consulta realizamos:

  • retirada dos pontos delicados externos (posicionados na região da columela e/ou na base nasal)
  • promovemos a limpeza do nariz
  • trocamos os micropores que estavam modelando o dorso nasal (microporagem)
  • avaliamos o aspecto do nariz como um todo

Os demais retornos são realizados de forma programada e em cada um deles avaliamos sempre o padrão de recuperação do nariz em cada etapa. Normalmente até o terceiro mês de pós operatório, o paciente observa um nariz que “incha e desincha “com facilidade durante determinados horários do dia, por exemplo de manhã mais inchado e ao final da tarde já com um aspecto normal. Somente, a partir do terceiro mês é que esse “fenômeno“ vai desaparecendo e cada vez mais o nariz vai tomando a sua forma ideal. Os resultados finais de uma rinoplastia estruturada serão observados após o período de 1 ano à 1 ano e meio, período este, que teremos segurança em conferir o seu resultado final.

Considerações finais

A cirurgia estética e funcional do nariz é uma das cirurgias mais desafiadoras e sofisticadas da cirurgia plástica e resultados de sucesso muitas vezes estão relacionados á escolha correta de um profissional capacitado nesta área.  Se você tem queixas estéticas nasais e ou funcionais, e deseja se submeter à uma cirurgia estética/funcional do nariz, você deve procurar um cirurgião plástico que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e que tenha uma formação específica e aprofundada (Brasil e Exterior) em cirurgias estéticas nasais.Portanto, o sucesso ao final de uma rinoplastia estruturada está relacionado à escolha correta do cirurgião plástico, à uma preparação correta para a cirurgia, à realização pormenorizada da cirurgia planejada e por último , do segmento correto dos cuidados no pós operatório, que devem ser realizados pelo paciente.

 

APRIMORAMENTO EM CURSOS DE RINOPLASTIA ESTRUTURADA  REALIZADOS NO EXTERIOR

DALLAS – TEXAS ( EUA ) – 2011

MIAMI – M.A.R.C. ( EUA ) 2016

Agende SUA CONSULTA

Informe o dia e o horário de sua preferência. Entraremos em contato para confirmar a disponibilidade.

Dias da semana de preferência

Newsletter

Receba informações e novidades do Dr. Rogério Matoso